Início / Atividades / Atividades 2011/2012 / Formandos de Turismo à descoberta da Lisboa novecentista!

Formandos de Turismo à descoberta da Lisboa novecentista!

Ver Artigo

Formandos de Turismo à descoberta da Lisboa novecentista!

Depois de lon­gos meses de tra­balho, o curso téc­nico de Tur­ismo Ambi­en­tal e Rural con­cretizou o pro­jeto “Desco­brir a Lis­boa do século XIX”, via­jando até à cap­i­tal entre os dias 6 e 10 de maio, acom­pan­hado das for­mado­ras Maria Raquel Noronha e Susana Rosa.
Desen­volvido no âmbito da dis­ci­plina de por­tuguês, este tra­balho tinha como obje­tivo estu­dar os dois autores do último módulo da dis­ci­plina, respeti­va­mente Eça de Queirós e Cesário Verde, na cidade que foi palco das prin­ci­pais trans­for­mações literárias, políti­cas, cul­tur­ais e económi­cas da segunda metade do século XIX.
Para que tal acon­te­cesse, desenvolveram-​se esforços em vários sen­ti­dos, e somaram-​se, à angari­ação de fun­dos real­izada pela turma, os apoios de diver­sas enti­dades, sem as quais a viagem não se teria real­izado: o Gov­erno Regional dos Açores, a Casa de Repouso João Iná­cio de Sousa, a Asso­ci­ação dos Jovens Agricul­tores, o comér­cio local, e a Escola Profis­sional da ilha de S. Jorge.
Em Lis­boa, a turma real­i­zou tra­bal­hos especí­fi­cos sobre ambos os autores, salientando-​se o roteiro queirosiano ded­i­cado a “Os Maias”, con­duzido pela Prof. Doutora Maria Eduarda Vassalo-​McGeoch (Uni­ver­si­dade de Lis­boa), o qual ter­mi­nou com uma visita guiada ao Teatro Nacional de S. Car­los.
Insta­l­ada no Chi­ado, a turma con­heceu, a pé e de elétrico, a Lis­boa nove­cen­tista, via­jou entre as suas col­i­nas, e ter­mi­nou o último dia de viagem com os mon­u­men­tos de Belém, o pas­tel de nata e o Museu Calouste Gul­benkian.
A qual­i­dade deste grupo foi reforçada ainda em Lis­boa por todas as pes­soas que con­tac­taram com estes for­man­dos, ou que com eles tra­bal­haram. Por isso, e de regresso ao tra­balho, o Curso Téc­nico de Tur­ismo Ambi­en­tal e Rural está de parabéns! Muito bem!

Depois de longos meses de trabalho, o curso técnico de Turismo Ambiental e Rural concretizou o projeto “Descobrir a Lisboa do século XIX”, viajando até à capital entre os dias 6 e 10 de maio, acompanhado das formadoras Maria Raquel Noronha e Susana Rosa.
Desenvolvido no âmbito da disciplina de português, este trabalho tinha como objetivo estudar os dois autores do último módulo da disciplina, respetivamente Eça de Queirós e Cesário Verde, na cidade que foi palco das principais transformações literárias, políticas, culturais e económicas da segunda metade do século XIX.
Para que tal acontecesse, desenvolveram-se esforços em vários sentidos, e somaram-se, à angariação de fundos realizada pela turma, os apoios de diversas entidades, sem as quais a viagem não se teria realizado: o Governo Regional dos Açores, a Casa de Repouso João Inácio de Sousa, a Associação dos Jovens Agricultores, o comércio local, e a Escola Profissional da ilha de S. Jorge.
Em Lisboa, a turma realizou trabalhos específicos sobre ambos os autores, salientando-se o roteiro queirosiano dedicado a “Os Maias”, conduzido pela Prof. Doutora Maria Eduarda Vassalo-McGeoch (Universidade de Lisboa), o qual terminou com uma visita guiada ao Teatro Nacional de S. Carlos.
Instalada no Chiado, a turma conheceu, a pé e de elétrico, a Lisboa novecentista, viajou entre as suas colinas, e terminou o último dia de viagem com os monumentos de Belém, o pastel de nata e o Museu Calouste Gulbenkian.
A qualidade deste grupo foi reforçada ainda em Lisboa por todas as pessoas que contactaram com estes formandos, ou que com eles trabalharam. Por isso, e de regresso ao trabalho, o Curso Técnico de Turismo Ambiental e Rural está de parabéns! Muito bem!

 
 

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!.

 
 

Deixe um comentário