Início / Testemunhos / Filipe Brasil

Filipe Brasil

Ver Artigo

Filipe Brasil

Fil­ipe Brasil

Parte 1 – Iden­ti­fi­cação Pessoal

Chamo-​me Fil­ipe Brasil, tenho 19
anos e sou nat­ural da ilha de São Jorge, e fre­quentei o curso de MIMA (Téc­nico
de Manutenção Industrial/​Mecatrónica Automóvel – Nível IV) de 2014 a 2017 na
Escola Profis­sional da Ilha de São Jorge.

Neste momento estou no pro­grama
esta­giar T na empresa Lubriseca – Com­bustíveis da Ribeira Seca, Lda., no setor
das ofic­i­nas de manutenção automóvel.

1) Quais foram os motivos que
te fiz­eram escol­her um curso profis­sional na EPISJ?

Sem­pre gostei da área de mecânica
e quando chegou a hora de escol­her entre o secundário e a escola profis­sional,
escolhi o ensino profis­sional pela equiv­alên­cia ao 12º ano e pela for­mação
profis­sional que ofer­e­ciam naquela área.

2) No teu enten­der, quais são
as mais-​valias do ensino na EPISJ?

As mais-​valias do ensino
profis­sional são, para quem não queira con­tin­uar os estu­dos e goste de uma das
áreas que a escola profis­sional ofer­ece for­mação, ao fim dos três anos do curso
o for­mando sai com a equiv­alên­cia ao 12º ano, uma for­mação profis­sional numa
área e ainda com grandes per­speti­vas de inserção no mer­cado de tra­balho, como
foi o meu caso.

3) Quais são as mel­hores
recor­dações dos anos em que foste for­mando da nossa escola?

As mel­hores recor­dações que tiro
da escola foram os pro­fes­sores, os aux­il­iares, as aulas práti­cas e os ami­gos
que fiz (lit­eral­mente de todas as ilhas dos Açores) e que vou levar para a
vida.

4)
A nossa escola orgulha-​se de for­mar, além de bons profis­sion­ais, bons cidadãos.
Con­cor­das com esta afir­mação? Porquê?

Con­cordo
ple­na­mente, na escola profis­sional existe muita dis­ci­plina e ordem e ape­sar da
“má fama” que ainda existe sobre a escola profis­sional
são for­ma­dos bons profis­sion­ais e bons cidadãos.

5) Como avalias a importân­cia
do está­gio cur­ric­u­lar no teu per­curso formativo?

O está­gio cur­ric­u­lar é muito
impor­tante no per­curso dos for­man­dos, pois é nele que os for­man­dos podem colo­car
em prática aquilo que apren­deram na escola profis­sional e apren­der muito mais,
sendo tam­bém um primeiro con­tacto com o mer­cado de trabalho.

6)
Pas­sa­dos todos estes anos, estás sat­is­feito com a escolha que fizeste pelo
ensino profis­sional? Voltarias a tomar esta decisão? Porquê?

Voltaria sem hes­i­tar e com mais
von­tade do que quando entrei, pois o ensino profis­sional foi uma mais-​valia
para a minha vida.

7) O
ensino profis­sional tem ganho maior relevân­cia no panorama regional e nacional
nos últi­mos anos. Con­sid­eras que deve con­tin­uar a ser uma opção vál­ida para
muitos jovens?

Claro que sim. O ensino
profis­sional é uma mais-​valia para os jovens que não querem, por um lado, seguir
com os estu­dos e, por outro, para aque­les que pre­cisam de uma área para se
espe­cializar e/​ou que pen­sam mais tarde prosseguir estu­dos na área em que obtiveram
for­mação na escola profissional.

8)
Gostarias de deixar uma men­sagem aos atu­ais e futuros for­man­dos da nossa
escola?

Aproveitem ao máx­imo e não
dese­jem que acabe depressa. São 3 anos que deixam muita saudade.

9) Tens
mais alguma coisa a acrescentar?

A escola profis­sional muda a vida
de cen­te­nas de pes­soas e quero agrade­cer a ela por ter mudado a minha e
por se lem­brarem de mim, um grande abraço.

Filipe Brasil

Parte 1 – Identificação Pessoal

Chamo-me Filipe Brasil, tenho 19 anos e sou natural da ilha de São Jorge, e frequentei o curso de MIMA (Técnico de Manutenção Industrial/Mecatrónica Automóvel – Nível IV) de 2014 a 2017 na Escola Profissional da Ilha de São Jorge.

Neste momento estou no programa estagiar T na empresa Lubriseca – Combustíveis da Ribeira Seca, Lda., no setor das oficinas de manutenção automóvel.

1) Quais foram os motivos que te fizeram escolher um curso profissional na EPISJ?

Sempre gostei da área de mecânica e quando chegou a hora de escolher entre o secundário e a escola profissional, escolhi o ensino profissional pela equivalência ao 12º ano e pela formação profissional que ofereciam naquela área.

2) No teu entender, quais são as mais-valias do ensino na EPISJ?

As mais-valias do ensino profissional são, para quem não queira continuar os estudos e goste de uma das áreas que a escola profissional oferece formação, ao fim dos três anos do curso o formando sai com a equivalência ao 12º ano, uma formação profissional numa área e ainda com grandes perspetivas de inserção no mercado de trabalho, como foi o meu caso.

3) Quais são as melhores recordações dos anos em que foste formando da nossa escola?

As melhores recordações que tiro da escola foram os professores, os auxiliares, as aulas práticas e os amigos que fiz (literalmente de todas as ilhas dos Açores) e que vou levar para a vida.

4) A nossa escola orgulha-se de formar, além de bons profissionais, bons cidadãos. Concordas com esta afirmação? Porquê?

Concordo plenamente, na escola profissional existe muita disciplina e ordem e apesar da “má fama” que ainda existe sobre a escola profissional são formados bons profissionais e bons cidadãos.

5) Como avalias a importância do estágio curricular no teu percurso formativo?

O estágio curricular é muito importante no percurso dos formandos, pois é nele que os formandos podem colocar em prática aquilo que aprenderam na escola profissional e aprender muito mais, sendo também um primeiro contacto com o mercado de trabalho.

6) Passados todos estes anos, estás satisfeito com a escolha que fizeste pelo ensino profissional? Voltarias a tomar esta decisão? Porquê?

Voltaria sem hesitar e com mais vontade do que quando entrei, pois o ensino profissional foi uma mais-valia para a minha vida.

7) O ensino profissional tem ganho maior relevância no panorama regional e nacional nos últimos anos. Consideras que deve continuar a ser uma opção válida para muitos jovens?

Claro que sim. O ensino profissional é uma mais-valia para os jovens que não querem, por um lado, seguir com os estudos e, por outro, para aqueles que precisam de uma área para se especializar e/ou que pensam mais tarde prosseguir estudos na área em que obtiveram formação na escola profissional.

8) Gostarias de deixar uma mensagem aos atuais e futuros formandos da nossa escola?

Aproveitem ao máximo e não desejem que acabe depressa. São 3 anos que deixam muita saudade.

9)    Tens mais alguma coisa a acrescentar?

A escola profissional muda a vida de centenas de pessoas e quero agradecer a ela por ter mudado a minha e por se lembrarem de mim, um grande abraço.

 
 

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!.

 
 

Deixe um comentário